quinta-feira, 15 de maio de 2008

Tudo Nosso.


Foi dos bons, um raro samba fino, daqueles que levam ondas de prazer sonoro pra dentro dos ouvidos, parecia gingar ao som de Jorge Ben, menina bonita me fez ir além, do ponto que eu iria descer, continuo na sua casado no meu querer, união de metal no dedo da mão esquerda, depois dela minha vida ganhou um outro rumo, endireita. A levada do violão conduz os versos que mapeiam o seu corpo no ar, fez a minha cabeça, uma bomba de hiroshima. Te peço menina, nunca desvira, este encanto que lançou sobre mim, seja sempre assim, a metade que quando parte me deixa incompleto, 50% da porcetagem do meu ser, tá na poupança a longo prazo, rendendo o meu querer, a taxa de juros ta inflada, minha amada, é tudo nosso, a batida e a rima, eu sou o seu preto e você minha pretinha.

Um comentário:

ISA CARVALHO disse...

PARCERIA NA RIMA, NO AMOR E NA VIDA...PRA SEMPRE...EU O LINHO E VOCÊ A LINHA, NOSSA VIDA COSTURADA PELO AMOR QUE DEUS ENCOMENDOU PRA FELICIDADE SER SENTIDA COM SENTIDO. EU SUA PRETA, VOCÊ MEU PRETO
TE AMO!